segunda-feira, 26 de maio de 2014

Hermógenes

A verdade dos outros merece meu respeito. Nem sempre minha adesão.

domingo, 4 de maio de 2014

Hermógenes

A noite estava tão bela que despertou inveja na cachorrada da redondeza, e os cães estupidamente começaram a uivar, querendo acuar a lua.
Ela, nas alturas, nobre, indiferente e fria, continuava luzindo, para maior desespero dos bichos.
Não te perturbe a maledicência dos que não gostam de ti. Continua a luzir, indiferente.